top of page

Dica da CATNA: você conhece o Caqui?

Originário da China, o caqui possui vitaminas A, B1, B2 e E, além de cálcio, ferro e proteínas.

Essa fruta tem a aparência muito semelhante a de um tomate. Pode ser consumida in natura, ou ainda em preparos de sobremesas, geleias e sorvete.




Sua colheita começa no final de janeiro e vai até agosto, com o pico da safra entre os meses de março e maio, quando sua oferta aumenta nas feiras e supermercados. Uma alternativa para saboreá-la durante o resto do ano é a forma desidratada.


Após a compra, caso o caqui esteja maduro, a recomendação é guardá-lo na geladeira entre três e cinco dias, no máximo. A conservação também pode ser feita em local fresco, desde que o consumo seja rápido. Se ainda estiver verde, deve ser mantido fora da geladeira para amadurecer.


É importante lavá-lo com delicadeza, um a um, esfregando com as mãos. Em seguida, deixá-lo imerso em solução clorada (hipoclorito de sódio, à venda em supermercados) por aproximadamente 20 minutos.


Conheça os tipos mais consumidos pelos brasileiros

Caqui Rama Forte - Coloração vermelha, polpa de consistência mole e gelatinosa;

Caqui Taubaté - Coloração vermelha, polpa de consistência mole;

Caqui Giombo (tipo chocolate) - Alaranjado, de consistência firme e crocante;

Caqui Fuyu - Alaranjado e de consistência firme.​


As propriedades do caqui

Em um caqui médio ou em 100 gramas:

Calorias - 71 kcal

Fibras - 6,5 g

Cálcio - 18 mg /li>

Vitamina C - 29,6 mg

Potássio - 164 mg

Fósforo - 18 mg

Carboidrato - 19,3 g

Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco)​

3 visualizações0 comentário

Comentarios


SEU PEDIDO EM UM CLIQUE

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
bottom of page